TRANSFERÊNCIA DA CARRIS PARA A CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

21/11/2016

1/2

A 21 de Novembro p.p. teve lugar a assinatura do novo Memorando de Entendimento do novo modelo de gestão da Companhia Carris, entre o Estado Português, na pessoa do Primeiro-Ministro Dr. António Costa, e a Câmara Municipal de Lisboa.

A cerimónia teve lugar no Museu da Carris, sendo presidida pelo Primeiro-Ministro, na presença de várias individualidades do Governo, da Câmara Municipal, Juntas de Freguesia da cidade de Lisboa e convidados.

Na sequência deste acordo, a Câmara Municipal passará a gerir esta empresa pública, numa visão integrada da problemática do factor Transportes na dinâmica global da cidade e, futuramente, metropolitana.

O Presidente da Câmara apresentou as novas linhas de acção, todas elas conducentes a uma óptica de um Serviço Público de qualidade e de proximidade, por forma a garantir a mobilidade das pessoas e tornar o transporte público uma preferência para todas as classes sociais, com significativas vantagens ao nível da economia doméstica, no descongestionamento da cidade e na redução da poluição automóvel.

Exemplo destes propósitos são a renovação e o aumento da frota, a redução dos preços dos passes sociais para a terceira idade, a isenção de bilhete de transporte para as crianças até aos 12 anos, entre outras.

 

De registar, também, o envolvimento das Juntas de Freguesia na definição dos percursos a corrigir.

Santa Clara, na expectativa desta nova gestão municipal, já fez há muito o seu “trabalho de casa”.

Com efeito, a nível da Comissão Social da Freguesia, presidida pela Presidente da Junta, e a coberto de um dos seus três grupos de trabalho, “Urbanismo e Território”, já se procedeu há meio ano atrás, a uma análise cuidada das características da sua área geográfica, tendo-se produzido um estudo e um parecer, que já foi transmitido à Câmara Municipal, e de que se dá conta no mapa de percursos em anexo.

Em síntese, este trabalho centra-se nos seguintes objectivos:

  1. Promover o fácil acesso à estação do metro e aos equipamentos de saúde, escolares e outros;

  2. Promover a introdução de um autocarro de dimensões mais reduzidas, capaz de aceder a zona com vias mais estreitas;

  3. Promover a circulação viária por todos os bairros da freguesia;

  4. Promover a circulação entre todos os bairros da freguesia.

 

Esperamos ter conseguido ir ao encontro das necessidades de toda a população.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload